Certas Coisas

Existem certas coisas que invadem o nosso ser, que arrebatam a nossa racionalidade, que trucidam nosso coração, nossos olhos, nossa razão. São coisas que a gente faz, planeja, sonha juntos com um outro alguém, que tanto quanto nós, está envolvido.

Incertezas da vida, nunca sabemos quando este alguém irá embora, embra saibamos que um dia ele irá. Não queremos pensar, não podemos cogitar a ideia… pedi incansávelmente, em meio às minhas lágrimas de verão, para que não me deixaste, pedi para que juraste que iria ficar, que tanto adiantou? Uma ou duas semanas… seria tudo uma farsa? Seria natural? Erros internos te fazem largar tudo e ir embora, simplesmente pq sou mortal?

Ainda não me sinto sã, ainda não me sinto viva. Mesmo que tenha ouvido e lido tantas coisas, elas me confundem… não, não vou aceitar, não, não há amizade, há amor! É tão difícil de entender?

Eu não quero tempo algum, eu não quero me conformar. Isso nunca combinou cmg, mas te ver partir é como se sentir em um daqueles sonhos horríveis que não se consegue gritar. É como se queimar com fogo, sabendo que vai machucar.

Sei que quer partir, sei que quer me deixar… sei que ali, no virar da esquina vais encontrar alguém que de fato “era alguém que sempro nos sonhos encontrou”… e vai compôr à esse alguém nossas canções, novas frases, novas palavras que a façam se encantar, bem como fizeste comigo. Aí o destino se encarrega do resto. Não suportaria, nem por um segundo assistir à isso, seria como ver a própria condenação de morte.

Sonhos e planos só preencherão páginas da web… acumularão pó em cadernos guardados… eles serão reciclados e inventados novos, com este novo alguém.

 

 

E assim, lentamente, como cada onda do mar que presenciamos juntos, assim como cada sonho que moldamos nos mínimos detalhes – Maria, João, Gump, Alice, carros, apartamentos, viagens, músicas, curta, estreias, conquistas… – todas elas vão ser levadas pelos ventos passados, pelas ondas, pela memória.

E eu vou chorar pela tua ausência, por todos os dias que vierem.

Anúncios

About manugraff

Dois amantes desafiando a eternidade.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s