Restart

(…) Esqueça meu nome, mas lembre das coisas que eu disse. Lembre das minhas idéias. Lembre-se das coisas que eu disse sentir. Pois quando as mencionei, era porque seu tamanho não cabia apenas dentro de mim. Eu vivo é para sentir. Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir… Um beliscãozinho que for, me dê. Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. O extraordinário é o que me alimenta. Te pergunto: você agüentaria viver na montanha-russa que é meu coração? (…) Nada é pouco quando o mundo é meu. Eu gosto de pensar que o melhor de mim, ainda está escondido sob a minha manga.

Anúncios

About manugraff

Dois amantes desafiando a eternidade.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s